Você já parou pra pensar em quanto somos apegados a nossa rotina, aos nossos objetos, a nossos hábitos, relacionamentos, família, amigos e pensamentos?

 

Chega um momento em que a vida nos obriga a ver que não podemos ter tudo e nem podemos permanecer com tudo o que queremos. O universo nos coloca alguns desafios, nos prega peças ou nos tira algo e isso nos faz refletir sobre o valor das coisas.

É incrível como a gente perde o chão quando algo nos tira da zona de conforto ou nos faz ver novos horizontes (de maneira forçada) e isso muitas vezes pode ser o primeiro passo para o nosso progresso, uma nova fase que pode ser mil vezes melhor do que a anterior. Mas qual é a nossa tendência natural? Primeiro lamentar o que está acontecendo e depois reclamar, achar que as coisas só acontecem com a gente e se sentir mal com tudo isso.

Qual a consequência de tudo isso? Piorar!!

Ahhh nãooooo!!! Por que piorar?

Porque não estamos fazendo nada para melhorar, estamos entrando numa vibração mais baixa de achar que a vida é injusta, cruel e não merecemos nada daquilo. Então, por mais que algo de bom esteja acontecendo conosco, seja em nosso processo interno ou externo, nem conseguimos enxergar.

É claro que mudanças repentinas nos incomodam e ser “chacoalhado pelo destino” vai nos trazer desconforto, mas podemos ver de outra forma. Temos que criar o costume de ver ao menos alguma vantagem ou algo positivo do que está acontecendo de tão ruim nesse momento da nossa vida, por exemplo dar valor ao tempo, as pessoas, aprender a perdoar, dizer que ama, renovar as energias, mudar a visão, se aproximar mais de alguém ou se afastar de quem não nos faz bem.

Em princípio a vantagem pode parecer muito pequena diante do tamanho do desafio, mas se conseguimos ver ao menos uma vantagem, enxergaremos uma luz no fim do túnel.

Podemos aprender com a natureza, no outono as folhas caem e é o tempo de deixar ir para depois vir um novo ciclo e renovar suas folhas, flores e vitalidade.

Deixar ir é sempre um desafio. A fase de renovação só começa quando deixamos ir o antigo e permitimos que o novo chegue. Deixar ir é mais do que abrir mão de algo, é literalmente deixá-lo livre para seguir seu curso sem que nós soframos e isso pode ser por uma situação, uma pessoa, um objeto… qualquer coisa.

Deixar ir significa permitir-se.

Permitir-se significa estar pronto para receber.

Receber significa renovar-se… renovar o amor, a fé, as energias, as amizades, os sentimentos, os pensamentos.

Já é tempo de deixar ir, desapegar-se, abrir novos ciclos, permitir ser feliz!

 

Lembre-se:

Tudo que vier é bem-vindo! Deixe que venha!

Se for bom deixe que fique. Se for ruim deixe que vá! 

(Coach lema)

 

Deixe ir…

 

Se você gostou desse post deixe seu comentário e compartilhe com quem possa interessar.

Leia também: Que tipo de energia tem te movido ultimamente?

Leia também: Como estão suas emoções?

 

 

É tempo de renovar e deixar ir…
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *